Festa do Pugilismo Carioca terá exibições de lutas pràticamente desconhecidas.

Publicado em: 
Data: 
sex, 18.dez.1970
Seção: 
1o. Caderno - Esportes
Pagina: 
página 22
Assunto: 
 
:::::: Transcrição ::::::

Festa do Pugilismo Carioca terá exibições de lutas pràticamente desconhecidas

A Federação Carioca de Pugilismo promoverá domingo, às 16 horas no ginásio do Botafogo, a Festa do Pugilismo Carioca, com demonstrações de Boxe, Aikidô, Sumô, Kendô, Luta Livre Olímpica, Karatê, Maculelê e Capoeira.

Antes de cada luta – algumas pràticamente desconhecidas do público – será apresentada a sua história e, na vez da Capoeira, haverá uma pequena solenidade de oficialização, já que o antigo folclore passou a ser esporte nacional. O Ministro da Educação, Sr. Jarbas Passarinho, deverá estar presente.

BOXE

O primeiro esporte a ser apresentado será o boxe: o professor Henrique Batista dirigirá dois lutadores – o campeão brasileiro dos meios-médios, Vicente dos Santos, e o campeão carioca da mesma categoria, Odilon Virgino – fazendo-os demonstrar os diversos golpes, esquivas, bloqueios e encaches.

Além disso, o professor demonstrará todo o processo de formação de um boxador, ensinando como se faz o treinamento com corda e com sacos.

AIKIDÔ

Em seguida, o professor da Associação Carioca de Aikido, Teruo Nakatani, fará uma exposição da filosofia da luta – que é um esporte tão mental quando físico – e dará uma demonstração prática, lutando com um aluno de sua academia.

O aikidô é um esporte dificílimo de ser aprendido, pois cada golpe requer uma enorme concentração, o que só se consegue com muito tempo de atividade.

SUMÔ

Esta será a primeira apresentação de sumô na Guanabara. A luta, de origem chinesa, era praticada na antiguidade por homens fortíssimos, e o vencedor era o que jogasse o adversário fora do tatami. Atualmente já há uma regulamentação de pêso, e os lutadores podem até ser magros.

A demonstração será dada por dois professôres especializados, que também contarão a história do esporte e explicarão as regas e os golpes.   

Kendô é luta mortal jogada com bastões

O kendô é uma das muitas ramificações do jiu-jitsu, e é praticado com bastões ou sabres. A luta, encarada como esporte, tem apenas o caráter formal, pois os lutadores não usam proteções e não teria sentido matar um ou outro.

Os professores Nakatani e Nagashima farão uma exposição sôbre a história, as regras e as vestes do kendô; e darão uma exibição usando sabres.  

LUTA LIVRE

Na parte de luta livre olímpica, haverá um histórico da participação do Brasil nas Olimpíadas Mundiais, com referências também ao Campeonato Pan-Americando, levantado êste ano pelos paulistas.

KARATÊ

O Karatê, esporte especializado em golpes traumáticos, estará representado por vários professôres que lutarão entre si: Tanaka, Tokeuche, Nirton, Uriu, Inok e Paulão.

Além disso será apresentada a história da luta, sua filosofia, seus golpes, suas regras e todo o processo de formação de um lutador.

MACULELÊ

Esta luta, de origem africana, é praticada com facões e foi trazida para o Brasil pelos escravos, que começaram a transformá-la em esporte quando se divertiam brigando dentro dos canaviais.

Como na capoeira, os passos dos lutadores são acompanhados por instrumentos de percursão. O esporte é pràticamente desconhecido e será apresentado pelo Grupo Senzala, dirigido pelo professor Rafael.

CAPOEIRA

Depois de uma pequena solenidade da oficialização do regulamento da Capoeira, pois chegou-se a conclusão que ela pode ser jogada como esporte, os grupos Senzala, Rio Antigo e Bonfim, farão uma exibição da luta.

Nesta apresentação, êles mostrarão a diferença que existe entre Capoeira de Angola e regional, além de lutarem em dupla e em roda. O Grupo Senzala, composto quase que sòmente por estudantes, é o vencedor do Berimbau de Ouro por três vêzes consecutivas.

As imagens neste site estão possuem a Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Mais informações contate os donos deste site: Aizen Dojo de Brasília e ITN
+ Voltar ao topo